Responsabilidade Social | O papel da empresa e a integração de equipes

Adotar práticas de responsabilidade social é uma estratégia sensata para contribuir com o desenvolvimento humano e sustentável do país. A empresa ganha, os colaboradores ganham, a comunidade ganha e o meio ambiente ganha. É um jogo em que todo mundo ganha. Mas é preciso saber jogar para evitar que a boa intenção não se perca por falta de propósitos definidos.

As práticas de responsabilidade social vão da arrecadação de alimentos à ergonomia dos equipamentos de trabalho (atividades internas), passam por campanhas ambientais, investimento na educação e projetos culturais (atividades externas). Em ambos os casos, o objetivo é fortalecer a relação com todos aqueles que compartilham projetos de vida tendo as empresas como aliadas.

O conceito de práticas responsáveis deve, portanto, despertar a conscientização e a participação dos colaboradores, para que essas causas sociais gerem grandes oportunidades de sucesso. Quando isso acontece, os resultados não ficam apenas nas ações pontuais, mas se traduzem em exemplos de integração, de motivação e solidariedade, com resultados que extrapolam o limite do marketing e ganham importância na vida da comunidade.

Todas as campanhas, no entanto, exigem empenho e determinação das pessoas. Basta imaginar uma campanha de doação, por exemplo. Seja um agasalho, um pacote de macarrão ou um litro de leite, o fato é que a iniciativa de doar precisa ser estimulada. O agente estimulador e a pessoa convencida a participar precisam compartilhar sentimentos comuns, que variam em intensidade e se revelam convergentes se o pano de fundo for a sincronia de valores e interesses. Motivados, os colaboradores utilizaram suas experiências e correm em busca dos resultados.

O mesmo vale para atividades sociais e esportivas, encontros, grupos de vivência, enfim. São tantas as formas de integração que depende muito do perfil dos colaboradores para se definir a mais adequada. Participar de ações em grupo dentro de uma empresa impulsiona o profissional, que se vê incentivado, e, com isso, estimulado a trabalhar.

A integração pode ocorrer quando há incentivo salarial. Temos aqui um caso de obrigação. Quando a pessoa possui certo nível de consciência e, o mais importante, quando há comprometimento, a participação ocorre de forma voluntária e intuitiva. Muitos participantes se comprometem principalmente quando há sinergia entre o grupo e o propósito da empresa.

Como desenvolver

• Crie políticas de valorização das pessoas dentro de sua empresa, favorecendo a integração;

• Desenvolva oportunidades de crescimento profissional na empresa (plano de carreira);

• Estabeleça atividades de responsabilidade social e ambiental;

• Faça planos de integração da família dos trabalhadores com a empresa e desenvolva projetos culturais e esportivos.

Fique sempre em dia!

Obrigações do dia: 21/Junho/2024 – 6º Feira.

Obrigações do dia: DCTF Mensal | Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais.

Últimas Notícias

Selic em 10,5% anima mercado e decepciona setor produtivo; entenda

Após sete cortes consecutivos, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central do Brasil decidiu nesta quarta-fe [...]

Saiba mais   

MEI’s Poderão Ter Direito Ao Seguro-Desemprego

O Governo Federal avalia novas propostas que podem beneficiar diretamente os Microempreendedores Individuais (MEIs). Entre os possíveis bene [...]

Saiba mais   

Copom: voto unânime na Selic em 10,5% pode embaralhar sucessão do BC

“Manteu”, como todo mundo esperava. E por unanimidade, como todo mundo torcia. Os nove integrantes do Copom votaram pela manutenç [...]

Saiba mais   
Todas as Notícias